O cenário

Esta semana está a ser muito difícil a nível profissional e pessoal. Nestas alturas a corrida tem de ficar no fim da lista de prioridades. Questionamos-nos se um objectivo como fazer o UTAT não será um luxo que pode sair caro e para o qual temos de abquicar demasiado.

Mas é claro que também é nestas alturas que temos ainda mais vontade de fugir para o fim do mundo e de contarmos apenas com a natureza, com as nossas forças mais elementares. Aí sonhamos com isto

P Russomano - Parque Toubkal.jpg
Foto de P. Russomano | Parque Nacional Toubkal

E com isto

Fotos de Florian Nagl | Ouanoukrim e Pico Toubkal

Esperando que valha a pena todos os sacrifícios. O que tem este tipo de cenário desolador, tão exposto, tão inclemente, em comum com as colinas suaves onde corro de madrugada? Em vez de árvores, pedras. Onde falta a terra escura, a poeira. É tentador concluir que é o contraste que seduz. Pouco importam estes lirismos, a vontade de correr nos trilhos é uma coisa que não se explica.

Advertisements

2 thoughts on “O cenário

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s